Foto de quando criança



E é mais ou menos por isso que nunca coloco foto de meus tempos de criança no perfil do face kkkkkk'

Dicas para desenho: Espessura do traço



"Então olha eu aqui de novo esse vai ser um texto bônus dessa semana, tô melhorando como escritor também, embora minhas tirinhas estejam ficando um pouco de lado, kkkk, não faz mal o intuito sempre foi fazer um hibrido entre tutoriais, dicas e tiras mesmo, tô planejando lançar uma serie em quadrinho, se torna mais fácil fazer aventuras do que piadas aleatórias. Bem dessa vez vai ser um texto acho que menor que as habituais 500 palavras heuheue, será focado no traço, mais especificamente na sua espessura."


Então para falar de espessura do traço fica melhor mostrar do que falar não acha? Repare na primeira imagem:


Agora na segunda:


Então? Notou algo? Não, não são as pernas do Goku que estão bugadas (embora realmente estejam kkk).

O segundo tem um diferencial não acha? Pois bem o primeiro não foi arte-finalizado, deixando-o bem, digamos, normal? na verdade é o desenho em lápis. no segundo caso temos o mesmo com o traço totalmente arte-finalizado. Pois bem, acho que concordamos que a qualidade do desenho tá intimamente ligado a forma com que ele é finalizado. Notou a variedade nas espessuras do traço? esse é o grande "truque".

Digitalmente no processo de finalização temos ao alcance do mouse vários “pinceis” com variados efeitos que agilizam esse processo, facilitando a vida do desenhista na hora de trabalhar, vinde Paint tool sai.
Referência: mybrushes-app.com
Manualmente já é um pouco complicado, quando falta pratica (que falta faz um ctrl + Z quando se erra o traço). Na hora da arte-final pode-se fazer uso de lápis, canetas, pinceis, penas, bem não importa o instrumento mas sim chegar a um efeito visual agradável. Deixa o desenho com um ar mais profissional quando se conclui o traço da maneira "certa".
Como dito o truque é simples, as variedades na espessura das linhas trazem um efeito de volume ao desenho.
Para tal segue-se o seguinte principio: extremidades das linhas serão afiladas, enquanto o meio, principalmente se curvado, será mais espesso, deve-se levar em conta a direção da luz do ambiente, o lado mais escuro também será mais grosso. Mas tenha cuidado, não exagere no uso, deixar traços muito largo pode acarretar num desenho pesado e feio.

Quem tem prática com bico de pena e pincel conseguem efeito lindíssimos, mas iniciantes (como eu) ainda se apegam as canetas do tipo nanquim para imitar o traça produzidos pelos dois anteriores, e aos que usam mesa digitalizadora conseguem o efeito facilmente (chega a ser trapaça kkkk). Tem a opção de trabalha com a pressão da caneta, mas convenhamos, sai mais cômodo usar efeitos mesmo.

Referência: www.mateuscena.com.br
Os efeitos na espessura das linhas também podem ser utilizados para diferencia objetos mais distantes dos mais próximo ao plano (Reparem na esfera que está mais próxima a tela). Quanto mais espesso mais próximo e quando mais afilado mais distante, coisas a ser abordado em outras dicas.
São conceitos bem básicos no entanto diretos.

Então:

1 – Variar na espessura das linhas de seus desenhos traz um diferencial a ele, lembrando que extremidades são afiladas, meio espesso;

2 – Utilize-se de pinceis e bico de pena para produzir tais efeitos se você ainda se utilizar do processo manual, embora para tal você já deva ter um pouco de experiência em finalização com caneta, já que o a dificuldade é maior.

3 – Canetas do tipo nanquim podem ser utilizadas para simular o efeito de um pincel ou caneta bico de pena, ainda faço uso delas, mas se você possui uma mesa digitalizadora esse passo já estará ao alcance de seu mouse.

4 – Fazer uso do diferencial no traço pode servir também para indicar distancia, onde quanto mais espesso mais próximo, quando mais fraco mais distante, utilizado para cenários.

5 – De início não dar para entender como esse método funciona, então terá que praticar e observar bastante, paciência e treino e logo chegará ao resultado proposto.

Essas são mais 5 dicas toscas para que você possa melhorar seus desenhos, ou não vai saber, pra mim serviu kkkk.

No fim passou das 500 palavras.
Curtam, compartilhem e comentem, ou não vocês não são obrigados.


Veja também:

Então é outubro....




Então outubro chegou caraca, ano tá ja no fim, então ilustração pra registrar o mês das crianças e claro outubro rosa contra o câncer de mama, então mulheres, fazendo o enxames das tetas.

5 formas de melhorar seus desenhos com formas geométricas



- Olá cartoleiros e cartoleiras, aqui estou eu em mais um texto com dicas tosca (ou não) para ajudá-lo a melhorar seus desenhos... vai que realmente funciona. Quem sabe quando eu tiver uma câmera melhor eu faça vídeos, olha só que massa, vídeos cara nossa, muhahaha, enfim, vamos a mais dicas.

Aos preguiçosos o meu tradicional: Vá pro fim do post se tiver preguiça de ler.

No último post, falei sobre o uso de bonecos de palito, que pra quem tá começando é uma boa ir brincando com ele e ir aumentando sua complexidade até pegar o jeito com essa forma de desenhar, fiz muito isso, foi até o método que usei pra fazer minhas primeiras animações em bloco. Então pegou o jeito (Quando falo "pegou o jeito" me refiro a "soltou o traço")?.Pronto para ir pro próximo nível? Então chega a hora de um UPGRADE e passamos a nos utilizar de formas geométricas para rascunhar... 






O boneco de forma geométrica, mais conhecido como manequim, com certeza vai ser sua ferramenta de apoio na hora da criação de personagem por causa de sua versatilidade, é um pouco mais chatinho de trabalhar com ele, já que você tem que ter uma certa noção espacial, ou seja, cada forma possui uma massa que ocupa um espaço e possui um volume especifico... (quando isso virou aula de física?). Levou um bom tempo para eu começar a pegar o jeito (ainda to pegando por sinal) mas já deu uma boa melhorada quando passei a entender como o seu uso funciona.

Bem em geral nessa forma de ensaio você reduz o que deseja desenhar a formas básicas, para com isso passar a ter uma noção de como ela se comporta no local, como dito as formas ocupam lugar espaço, noção essa que não dá para ter com o esqueleto (boneco de palito), desse modo pode-se pensar no porte que seu personagem terá, e também evitará alguns erros básicos de movimento quando usado da forma certa.

O indicado nesse método é dividir o corpo em formas básicas, onde articulações são representadas por globos, membros por cilindros, cabeça e tronco por ovais (claro que pode e vai variar, essas são as que geralmente uso), lembrando que deve-se respeitar o limite que cada membro/parte alcança, não vá girar a cabeça igual a garota do exorcista ok? (Shaka?), ou passar o braço por dentro do tórax. Com a prática você acabará assimilando esse processo (em outros posts eu aprofundo esse estudo). 

Quando sua destreza em questão de criação aumentar, você já pode ir simplificando ao máximo esse processo, no caso algumas partes do manequim. O indicado é que você crie seu próprio método para rascunho, mas óbvio leva um tempinho para assimilar, não deixa de ser normal.
Essa forma de criação não servirá apenas para criação de personagens, mas também para elaboração de cenários, seja urbano ou rural, utilizar formas básicas simplifica bastante o processo de elaboração.
Então você sempre estará ligado as formas geométricas na hora de desenhar (fica pra outra oportunidade falar sobre elaboração de cenário com formas geométricas.)

Por fim diferente do boneco de palito o manequim é uma forma de rascunho que você vai utilizar pelo resto de sua carreira como desenhista, embora que com o passar do tempo sua necessidade em usá-lo diminua. Se possível compre um manequim real fica mais fácil de entender como o mesmo funciona, treine movimentação de personagem de vários ângulos. Você notará que ao passar a usar esse processo o desenho se torna bem mais assimétrico do que ir desenhando a esmo (quando já vai desenhando o personagem sem rascunho com veste e todos os detalhes).

Em um futuro tutorial vou detalhar de forma mais aprofundada o estudo de construção de personagem, como dito aqui são apenas dicas, e por falar nelas...

Vamos às 5 dicas para melhorar seu traço:

1 – Utilize-se de formas básicas para criar rascunhos com volume definido, no meu caso dou preferência à formas arredondadas;

2 – Fazendo uso delas você evita que seu personagem fique “plano”. Com a pratica você assimila esse conceito melhor;

3 – Tente compreender como cada parte se comporta, por exemplo, observe seu corpo para ter um maior entendimento;

4 – Não se prenda a essa forma de criação, crie sua própria forma de rascunhar, uma que lhe der uma maior liberdade de movimentação, não adianta usar um método de rascunho que seu personagem acabe parecendo um robô no final;

5 – Se parar para imaginar os objetos do seu cotidiano de maneira simplória todos são formas geométricas, então tome proveito desse fato e passe a desenhá-los tomando como base essa informação.

Então essas são mais 5 dicas semi-uteis para desenhar, espero que seja de bom proveito para todos os  aspirantes a desenhistas. Até a próximo.

Gostou ou tem alguma sugestão? deixe nos comentários.


Veja também: